Crônicas dos Mortos - Edição #1

avatar
(Edited)

O Cemitério da Colina

image.png
"Mountainview Cemetery in Cambridge" por Karen Winslow

A vida passa em seus diferentes ritmos em uma cidade grande, porém, nas cidades menores a coisa é diferente. O tempo das pessoas é moroso, calmo e administrado com parcimônia. A paisagem verde que é seca e rasteira se mistura com o céu azul que, felizmente, não sofre com a arquitetura vertical e predatória das grandes cidades. Para os locais não há muita novidade a não ser observar as décadas do alto da colina. E foi lá que construíram um cemitério. Ora, um cemitério com uma visão privilegiada da cidade em pleno - e lento - progresso não é nada mal, os mortos podem continuar a colocar os assuntos em dia enquanto observam o pôr do sol no vale deste limbo dimensional entre as lápides, criptas e sepulturas.

O lento progresso solidificou-se em um imenso arranha-céu com o passar dos anos e aconteceu bem no meio do horizonte daquela paisagem. Isso foi o pivô de muitas discussões entre os mortos. As luzes da cidade não se apagavam no horário costumeiro e haviam muitas almas novas pelas ruas. É claro que este agito cósmico assombrou o calmo cemitério da colina na medida em que a construção do arranha-céu avançava, as discussões causavam perturbações no ambiente mundano muito além do fogo-fátuo. Idas e vindas de novas almas, arremetidas e assombradas, elas estavam por lá.

O cemitério da colina se tornou um lugar deveras movimentado após a conclusão da grandiosa obra dos vivos, na verdade, isso mais afastou os vivos da colina e até atraiu alguns novos inquilinos oriundos de fatídicos acontecimentos durante a edificação do monumento cinza.
"Desencarnemos de vez, então!" argumentavam alguns, certos até cogitavam "Vocês já ouviram falar de um novo cemitério vertical?". Seja qual fosse o destino daquelas almas muitas delas acabaram por descer da colina até a cidade para conferir com os próprios olhos. "Por que não conhecer aquela imensa estrutura de concreto de perto?" - E talvez este tenha sido o ponto de partida para findar as discussões e o tédio da eternidade.

Fantasmas na Cidade

image.png

"Mysterious Fog" por Mihaïl Zablodski

Coisas estranhas começaram a acontecer na cidade, principalmente nos arredores do arranha-céu. Para quem transitava nas fronteiras do éter já era de se esperar que eventos paranormais fossem registrados nos jornais físicos. A vida se tornou mais do que agitada naquela cidade enquanto a tênue linha entre os dois mundos vibrava. Os mortos que ali habitavam não pareciam mais contra o progresso, porém, adaptados dentro daquela realidade de concreto que mais parecia uma prisão panóptica a céu aberto do que a morada de pessoas ambiciosas que arriscavam suas vidas nas alturas. Finalmente um lapso da vida moderna no submundo. O movimento no cemitério lá no alto da colina começou a cessar, diziam que a vista na cobertura 505 era privilegiada e que havia lugar para todo mundo entre os labirínticos andares.

O lento progresso já não era tão lento assim com os vivos e os mortos dividindo o mesmo espaço em dimensões diferentes, novos edifícios maiores e menores surgiram ao redor do velho e cinzento pioneiro, este já com seus arcaicos elevadores sendo operados pelo mesmos ascensoristas há séculos. Quando o pavimento chegou nos vales do antigo cemitério da colina nada mais ali restava a não ser ruínas, concreto, tumbas saqueadas e almas frustradas. Era claro que o cemitério havia sido esquecido com a oferta de tantas vagas na cidade, haviam mais mortos nas ruas do que no periférico vale. A vista do horizonte não delimitava o leste e oeste, mas sim, registrava um cenário vertical e cinzento: assim como as criptas em ruínas no antigo cemitério da colina.

Alguns vivos sabiam e outros claramente não, a cidade era mais povoada por fantasmas do que pessoas de carne e osso.



0
0
0.000
10 comments
avatar

Olá seja bem vindo a nossa comunidade, gostei bastante do seu texto, é super interessante e carregado de sentimento.

Alguns vivos sabiam e outros claramente não, a cidade era mais povoada por fantasmas do que pessoas de carne e osso.

Esse final me faz pensar, será que é assim que estamos hoje? Rodeados de fantasmas que não podemos ver? Ahh dá até um pouco de medo haha.

!PIZZA !LUV !HBITS

0
0
0.000
avatar
(Edited)

PIZZA! PIZZA! PIZZA!

PIZZA Holders sent $PIZZA tips in this post's comments:
shiftrox tipped smithsghost (x1)
crazyphantombr tipped smithsghost (x1)
@michupa(1/5) tipped @smithsghost (x1)

You can now send $PIZZA tips in Discord via tip.cc!

0
0
0.000
avatar

Interessante. Palavras difíceis aí no meio, mas certamente uma boa crônica. Parabéns
!PIZZA

0
0
0.000
avatar

Cara seu texto é incrível, queria muito ter um pouquinho desse dom ai!

Queria poder dar o comando da oneup pois esse texto está realmente incrível mas infelizmente tem algumas tags colocadas de forma errada. Mas de qualquer forma fique com com um pedaço de !PIZZA !PGM

0
0
0.000
avatar

Sent 0.1 PGM - 0.1 LVL- 1 STARBITS - 0.05 DEC - 15 SBT tokens to @michupa, @smithsghost

remaining commands 9

BUY AND STAKE THE PGM TO SEND A LOT OF TOKENS!

The tokens that the command sends are: 0.1 PGM-0.1 LVL-2.5 BUDS-0.01 MOTA-0.05 DEC-15 SBT-1 STARBITS-[0.00000001 BTC (SWAP.BTC) only if you have 2500 PGM in stake or more ]

5000 PGM IN STAKE = 2x rewards!

image.png
Discord image.png

Support the curation account @ pgm-curator with a delegation 10 HP - 50 HP - 100 HP - 500 HP - 1000 HP

Get potential votes from @ pgm-curator by paying in PGM, here is a guide

I'm a bot, if you want a hand ask @ zottone444


0
0
0.000
avatar

Galera, obrigado pela recepção! Espero trazer mais crônicas em breve 👻👻

0
0
0.000
avatar
(Edited)

Gostei muito do seu texto manoo, reflexões sobre a cidade me fazem querer ir pro mato.
Parabéns e obrigado!
untitled.gif

0
0
0.000